(In) Sana!: Quase 18 meses de uma nova vida

Quase 18 meses de uma nova vida

Bem, eu só ia fazer esse post daqui há 20 dias, precisamente no dia 14.09 quando completa 18 meses da minha gastroplastia. Mas, como a gente não se governa, vou fazer hoje porque fui postar uma foto mostrando os ponteiros da balança na manhã de hoje e choveram pedidos do antes e depois. 

Sei que muitos já viram no facebook (acho que foram mais de 150 curtidas e nem sei quantos comentários), mas eu não poderia deixar de colocar aqui no meu espaço. Para quem não me conhecia antes de operar, por favor, não se assustem! Tem horas que nem eu mesma acredito que fui assim um dia....


Taí a nova EU (com um look que ainda será mostrado por aqui) com 53,8 kg  a menos. Muito esforço, determinação, força de vontade (que em muitas vezes me faltou, mas eu pensava em tudo que já tinha enfrentado e ia seguindo em frente), um tantinho de chatice (e outros percalços), muitas crises de identidade e alguns elogios depois eu fiquei assim! 

Agradeço todos os dias por ter chegado até aqui. Ainda falta 1,2kg para atingir a meta de 65kg cravados traçada pelo Dr. Gustava Santos (bem que na última consulta ele me disse que se eu estivesse me sentindo bem assim, poderia esquecer essa meta). E quer saber? Acho que se chegar a esse peso será muito bom, mas se isso não acontecer, não tem problema. Eu sou uma VENCEDORA de qualquer jeito. 

Sei que agora começa a batalha maior: manter o peso. Eu vou tentar com todas as minhas forças não sucumbir. Eu sou forte. Eu sou lutadora. E depois de todo esse longo e doloroso processo eu me redescobri uma outra mulher, que se ama e se respeita. 

Obrigada a todos pelas mensagens de carinho e pelo apoio que recebi e sei que vou continuar recebendo de todos vocês.  Acho que sem isso eu não teria chegado nem na metade do caminho. 

Um obrigada bem emocionado! 

Sana M. 


Um comentário:

camilla dias disse...

Nossa que coisa maravilhosa, seu post esta espetacular, isso aí, vc esta certissima, é forte e guerreira, isso nao e para qualquer um, na minha familia tenho duas tias que nao conseguiram se manter... mas vc vai conseguir, beijos