(In) Sana!: Calmaria

Calmaria

Dias de muitas reflexões e descobertas eu tenho passado. Tenho tido pouco tempo para pensar nos problemas, em conseqüencias e em tudo aquilo que deixa a gente tensa e sem esperanças de horas e dias melhores. Mas tenho sentido uma grande paz. Meio controverso, mas em se tratando de Sana faz todo sentido!!!

Acho que chegou a fase da calmaria na minha vida. A fase dos agitos, das festas de arromba está passando, sinto cada vez menos a vontade de multidões. Sinto cada vez mais a necessidade de conversar, confratenizar e cuidar das pessoas que amo e que me fazem bem. As que me fazem mal, eu deixo a cargo da vida e dos seus caminhos tortos...

Sei que muitos não entenderão esse momento. Eu sou agitada, é a minha natureza. Inquieta, faladeira, nada discreta, impulsiva, extremamente passional, estressada, bagunceira, e outras milhões de coisas que aos olhos dos outros mais parecem defeitos incorrigíveis. Essa sou eu e por incrível que pareça essa pessoa está pedindo paz e traquilidade. Só isso.


Pensamentos soltos do Paulo Coêlho para reflexão:


“Podemos nos inspirar em exemplos. Mas seguir adiante imitando os passos, a fórmula, a forma dos outros - é empobrecer a vida e matar o entusiasmo da busca. O desafio é individual; pode ser mais difícil, mas é muito mais animado rico e interessante”.

“Sempre é possível pedir perdão, reparar um mal, recuperar algo que destruímos, mesmo quando a morte já se colocou entre nós e a pessoa a quem causamos mal. Sempre é possível fazer alguma coisa”

Bjocas

Sana

2 comentários:

Danielle disse...

Amiga, eu tô que nem você: uma fase de calmaria!
Fiquei te esperando naquele dia p/ conhecer a casa nova!
Aparece p/ gente conversar, viu?!
beijãoo
DaNi

Danielle disse...

Esqueci de mencionar sobre o post passado: música belíssima do querido Vavá!
Te contei que o mpbar fechou??!?
=[
trisssste
agora vavá tá toda sexta no balcão, temos que marcar um dia viu?!
beijão amiga